27.1.16

Poupar de Pequeninos

Cá em casa a regra de poupança que seguimos com os miúdos é:
Sempre que temos moedas de 1 ou 2 euros guardamos no mealheiro deles. Podem optar por um valor diferente, desde que se comprometam a guardá-lo sempre. E podem juntar para alguma coisa específica ou para qualquer eventualidade. Temos um mealheiro de cada um em casa (embora juntemos o valor final) e também outro com os avós. No fim do ano contamos o valor que conseguimos juntar e acaba por ser uma boa surpresa, sem grande esforço. 
Quando a minha filha me pede alguma coisa que sei que não vai dar grande valor, pergunto se prefere isso ou guardar a moeda no mealheiro. É uma forma de medir a importância que tem para ela e não gastarmos aquele valor só porque sim, por impulso. Muitas vezes prefere guardar. 
E vocês, costumam integrar os vossos filhos nas poupanças familiares?

26.1.16

Sugestão de Carnaval DIY - A minha Menina-Anjo

Há dois anos atrás, a B. foi vestida de anjo. Fiz-lhe o vestido com tule e uma fita, podem ver aqui um DIY semelhante ao procedimento que segui na altura. A coroa de flores já tinha em casa e, por isso, só precisei comprar as asas de anjo. O resultado foi mesmo amoroso e delicado... Etéreo! Temos fotografias tão bonitas que algumas ainda estão nas molduras das paredes do hall.
Fica a sugestão...

25.1.16

Papas Caseiras

A alimentação é dos fatores que mais influencia a saúde dos nossos filhos e é das principais preocupações dos pais, pois o que as crianças comem na infância tem impacto não só imediato como a longo prazo. Não me parece bem proibi-los de comer tudo o que lhes apeteça, não é esse o caminho. No tempo da minha infância a base da minha alimentação era saudável e o consumo de alimentos processados era excepcional, mas nunca fui proibida de comer nada e havia a tolerância de saber que "uma vez não são vezes". Acho isso importante para que as crianças desenvolvam uma boa relação com a comida.
Pessoalmente tento dar uma boa alimentação aos meus filhos, quando possível escolho alimentos não processados e preparo em casa as refeições deles. Faço o melhor que posso e sei, assim como quase todas as mães, cada uma com a informação a que tem acesso.
*Marcador, Prato e Guardanapo Zara Home, Colher A Loja do Gato Preto

Desde que o Vicente iniciou as papas, optei por fazer a versão caseira, por três razões: 
  - A primeira tem a ver com o açúcar excessivo que as papas industriais têm. Eu que adoro doces, acho-as enjoativas.
  - A segunda ficou-me no pensamento depois de ler um artigo sobre isso e refere-se ao processamento artificial e à solubilidade das papas. Dissolvem-se sem precisar de cozinhar, ao contrário de qualquer farinha de cereal.
  -  A terceira está relacionada com o uso de conservantes e outros ingredientes menos saudáveis.

Há dias em que é mais prático usar a papa instantânea e também o faço, mas no dia a dia, com tempo, a opção é pelas papas caseiras. É uma questão de hábito e não demora mais de 10 minutos. Até a B. que comia das outras se habituou bem e prefere.
Faço sempre com fruta, no lanche da tarde.


Como faço...
Coloco 150 ml de água num fervedor (daqueles que usamos para água e leite) e adiciono 3 c. de sopa do cereal escolhido (podem usar mais do que um), previamente demolhado durante pelo menos 2 horas. Mexo enquanto coze, por cerca de 10 min. e acrescento 1 maçã partida em fatias. Retiro do fogão e adiciono a restante fruta, normalmente de polpa mole e mais doce (pêra madura, manga, banana ou fruta da época). Faço o puré com a varinha mágica e sirvo ainda morno.


Dica:
Há vários cereais 100% já em farinha, é mais prático assim, embora não seja a opção mais indicada, mas sim o grão de cereal inteiro - é mais saudável, embora mais demorado (implica colocar algumas horas de molho e cozer por mais tempo). Normalmente compro o grão de cereal, demolho e trituro antes ou depois da cozedura, mediante a disponibilidade de tempo que tenho. Por vezes também uso em flocos. Há milho, arroz, aveia, centeio, trigo, etc. Vou variando e às vezes combino-os. Podem começar, por exemplo, por arroz e milho por não terem glúten.
Escolho os cereais integrais, não processados, de preferência biológicos e de cultivo nacional. É importante ter em consideração que alguns cereais e outros alimentos tidos como super saudáveis, como, por exemplo, as bagas de Goji, perdem a qualidade nutricional por serem contaminados com substâncias impróprias, no país em que são produzidas ou durante o transporte. Por esta razão, opto sempre que possível por produtos nacionais para minimizar os riscos.

21.1.16

Vestido de Boneca

A B. tem alguns vestidos tão bonitos que me custa arrumá-los e, por isso, tem dado o máximo uso enquanto lhe servem.
Adoro vestidos no modelo deste, com metros de tecido na saia, mais do que uma camada, bordado inglês, laços e outros detalhes amorosos. Nestas idades e até aos 5/6 anos ficam deliciosas! Têm tanto tempo para usar roupas de estilo casual que, enquanto puder escolher, vou preferir que seja assim.
Claro que não é como a visto todos os dias... Não seria prático nem tão confortável.
Inicialmente foram comprados para alguma cerimónia ou ocasião especial, agora usa-os nos nossos passeios e convívios em família. São peças normalmente mais caras e, por isso, há que usufruir delas o máximo possível. 
Como 'não há rosa sem espinho', a única altura em que estes vestidos não parecem assim tão bonitos é na hora de passar a ferro. São muito mais trabalhosos do que qualquer camisa, não há comparação possível. 
Aqui uma dica para que sirvam mais algum tempo...Como na zona do peito e barriga (a única parte justa ao corpo) costumam ser soltos, quando ficam pequenos no comprimentos, podemos sempre aplicar uma compensação de tecido e assim serve por mais alguns meses.
Normalmente as pessoas acham o máximo à loira mini, especialmente quando anda assim vestida. Perguntam-me muitas vezes onde encontro estas roupas e nos locais onde habitualmente passeamos já a conhecem, por causa das toucas, vestidos e lacinhos que usa desde bebé. 
Uma vez, quando tinha 2 anos, um menino de 3 encantou-se por ela e disse à mãe "Olha mãe, é uma princesa!"
Todas são 

18.1.16

Do fim de semana, com amor...

No Sábado, quando acordei, olhei para o relógio como sempre faço. Fechei os olhos, olhei de novo e não queria acreditar na hora. Dormimos todos até depois das 10h30, nenhum dos dois nos acordou.   1.º desejo de 2016 realizado! Não deu para pôr o sono todo em dia, mas já há muito tempo que não dormia até tão tarde. No Domingo já foi no ritmo de sempre... O Vicente ainda acorda durante a noite, com fome, ainda mais nestes dias em que está com dentinhos a nascer. Já tem 6 grandes (4 em cima e dois em baixo) e agora os novos a romper a gengiva. Está a ficar um rapazinho!
Já criei a área de brincar no interior da casa, a pensar nos dois. Tento manter poucos brinquedos no quarto de cada um deles, para não terem demasiados estímulos e serem fáceis de organizar. Cada vez mais gosto da casa funcional e estou a esforçar-me para organizá-la assim, é um dos segredos de quem tem tempo (e tempo=qualidade de vida). Em breve mostro os quartos, tal como têm pedido.
Um beijo ao cãozinho... É tão fofo!
Agora é a tua vez Vicentinho, eu ajudo!
Um beijinho bebé!
Foi um dos presentes que o Vicente recebeu no aniversário e adoram os dois sentar-se nele.

Ao contrário da irmã, o Vicente não gosta de acessórios na cabeça.
O que um quer, o outro tem de ter, onde um está, o outro quer estar...No colo da mãe têm de caber os dois...
Há sempre ciúmes entre irmãos, mas não há amor mais bonito de se ver.

Boa semana!

Bernarda
Vestido (espanhol, comprei aqui) | Botas Inglesas|
Vicente
Coroa Mãos de Tesoura | Fofo Patuska |

Sugestões Low Cost para Crescidos (Meninas e Meninos)

No seguimento deste post, deixo a minha sugestão de roupas La Redoute para crianças a partir dos 3 anos. A pensar nas mães de meninos mais crescidos (categoria na qual a minha filha gosta de se incluir)
Bons saldos!





Para a menina da casa não devo escolher mais nada nestes saldos. Para o Vicente sim, está na idade em que a roupa deixa de servir de uma semana para a outra e é uma boa altura para repor o que esteja a precisar. Compro sempre alguns pijamas e roupa do dia a dia a preços simpáticos, não só para usar na estação, mas já a pensar no ano seguinte.
Vou aproveitar os saldos para escolher também roupa de cama, a minha mãe já era fã e sempre elogiou imenso a qualidade.

*Post escrito em parceria com a La Redoute.

12.1.16

Do que é feito o amor de irmãos

Confesso que das melhores coisas que tenho vivido na maternidade é o amor de irmãos entre os meus filhos.
Não foi sempre assim, tudo maravilhoso, nem é assim o tempo todo. Quando nasce um segundo filho, as atenções que eram só de um passam a ser divididas e com uma diferença de idade tão pequena o primeiro tem de crescer mais depressa... Mesmo que a sua rotina não se altere e tenha a atenção de todos, a mãe está menos disponível, há um novo bebé que precisa de cuidados o dia todo.
Compreendo que a vinda de um irmão confronte o irmão maior com situações e sentimentos que não sabe bem lidar. Tem de estar sempre retraído quando quer tocar, abraçar e pegar no bebé - 'Muito pequenino, com cuidado para não magoar'. E não é difícil estarmos nós a magoar os sentimentos do nosso primeiro filho.
Já vivemos algumas situações em que a minha filha não agiu como eu gostaria. Não porque fizesse alguma coisa de errado, mas porque agiu na medida da força da sua idade e esta é exagerada para os mais pequeninos do que ela. Percebi que quando assim é, depois de lhe explicar que não é aceitável determinado comportamento e mostrar que há consequências em tudo o que fazemos, o que ela precisa é sentir-se rodeada de amor, na medida dela. Segura de que é a minha prioridade, como é o irmão.
Com o crescimento do Vicente, a relação entre eles cresceu naturalmente, tornou-se mais espontânea, menos restrita, mais de igual para igual. Divertem-se muito mais agora que o Vicente é uma companhia nas brincadeiras e é realmente muito doce observá-los. Percebo como absorvem tudo o que nos vêem fazer pela forma como replica os cuidados que temos com ela no irmão. É tão protetora! E isso enche-me o coração :)...
A atenção e dedicação passam a ser divididas, mas o amor não. O amor multiplica-se!

11.1.16

Sol de Inverno

Hoje finalmente a chuva deu tréguas. Por poucas horas, mas o tempo que nos permitiu brincar no jardim. Já não o fazíamos há tanto tempo! Soube mesmo bem...
Fomos ver como estava a casinha. A pequenina parecia estar a entrar num mundo novo. Os brinquedos dela estavam todos ali. Neste tempo nunca perguntou por eles. Escolhemos alguns para trazer para dentro de casa nos meses de inverno em que não podem brincar lá fora. 
Comecei esta tarde a organizar um espaço para brincarem os dois. E nós com eles... Quero que brinquem, brinquem muito até terem horários e todas as obrigações que vêm com as escolas e os colégios. Ainda que menos, espero que aí continuem a brincar muito.
Tem quase 4 anos! O tempo dela tem passado ainda mais depressa desde que nasceu o irmão. 
Quando o dia termina, antes de dormir, penso em como foi o nosso dia. Quase sempre me sinto satisfeita com a mãe que fui para o Vicente e sei que não podia ter feito melhor, mas muitas vezes fico com um aperto no coração a pensar que não dei toda a atenção que a Bernarda precisa. Tem acontecido algumas vezes desde que o Vicente nasceu. No início porque grande parte do nosso dia era passado a amamentá-lo, depois, mesmo crescendo, para mim é sempre o que precisa de maior cuidado e que depende mais de mim. Entre todos os afazeres de mulher e mãe, o dia facilmente chega ao fim sem cumprir tudo o que gostaria de ter feito. E de tudo, é nela que penso.
Está a crescer tão depressa! Quero estar atenta à minha menina, não quero que a vinda do irmão lhe retire nada, mas que lhe acrescente. Assim, como foi comigo... Vamos brincar mais. Brincar como ela gosta, só as duas quando o Vicente dormir, os três quando ele se juntar a nós.


Agora estas peças estão todas em saldos, um look acessível e que com as cores conjugadas fica tão giro!

Calças Verbaudeut | Botas La Redoute | Laço Claires | Impermeável Zippy

8.1.16

Mesas de Natal e Passagem de Ano

Natal
A mesa de Natal era semelhante às dos anos anteriores (aqui e aqui), mas maior pois este ano fomos mais. 
Deixo só a mesa do bolo que fiz com a minha filha. Se quiserem, depois deixo as respetivas receitas.
Mesa do Bolo
(Afinal, o dia de Natal é a celebração de um aniversário muito especial)

Fizemos também este bolo natalício uns dias antes 
(13 meses do Vicente)

Passagem de Ano
Na passagem de ano éramos menos do que na noite de Natal, é sempre uma celebração mais simples, vivida com os mesmos de sempre. 
Foi um dia relaxado em que aproveitámos para passear em família, refletir sobre o que foi menos feliz e agradecer por tudo de bom que vivemos no ano. Rezamos e pedimos o que queremos para nós e para todos no ano novo.

Como já disse em anos anteriores, Branco, Dourado e um ou outro apontamento em Preto, são as cores que mais gosto de ver na decoração da passagem de ano.
Preparei a mesa na noite anterior, assim é menos uma tarefa para o dia (que gosto de ocupar de outra forma).

 Copos de Pé alto - Tribo 

Adoro esta toalha com o bordado manual, toda com detalhes em renda e bordado inglês.

 Pratos - Spal |
(Esta é uma linha numerada, desenhada pela estilista Fátima Lopes e inspirada na joalharia portuguesa)

 Velas - Vista Alegre |
Uma mesa simples e elegante.

 Castiçal - Zara Home |
 Tealight - Zara Home |
(Agora em saldos)

 Prato de Bolo - Vista Alegre |

Se quiserem, faço um post com a receita desta Pavlova. Foi a primeira vez que fiz e experimentei e é realmente muito boa.

 Conjunto - Vista Alegre |

Este conjunto habitualmente decora o aparador da sala e ficou bem como centro de mesa.



7.1.16

As Nossas Festas - Natal e Passagem de Ano

Natal
Quando temos filhos percebemos que o Natal mais mágico não é o da nossa infância, mas o que vivemos agora com eles.
Como na noite de Natal adormeceram os dois cedo, só abriram as prendas no dia 25 de manhã.
Vestiram os dois vermelho e pérola no dia 25. 

Abrir os presentes é grande parte da diversão nesta idade.

Adora plasticinas!
Lacinho vermelho de cetim Lianês

O Vicente achou imensa piada à lupa da Lãzinha. Rimos imenso quando a punha diante do olho e piscava a imitar o que a irmã fazia.

Puzzles que fizemos na tarde de 25... 

Os brinquedos da irmã são sempre mais engraçados :)

Não sei qual de nós vibra mais com a loja da Disney. :)

Bernarda
Vestido La Marquesita Real (vou mostrar melhor num post em breve) | Meias Os Micamés  | Botas Pascualas | Laço Lianês
Vicente
Pullover Hugo Boss | Conjunto I love Baby | Sapatos Branca de Neve


Passagem de Ano
No último dia do ano, a Bernarda e o Vicente ficaram acordados até depois da 00h00, por isso, foi a melhor passagem de ano de sempre!
As cadelinhas também se juntaram a nós e foram a razão principal de não haver sono nos pequeninos, as imagens só podiam sair tremidas, mas conseguir juntar os 4 na mesma foto não é tarefa fácil. O nosso ano não podia terminar/começar de melhor forma.
Feliz Ano Novo!

Não tenho muitas fotografias das nossas festas, mas as que tirei mostram alguma da muita alegria destes dias.

No próximo post mostro as nossas mesas e doces.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...