30.10.13

Dia Nacional da Prevenção do Cancro da Mama


Hoje assinala-se em Portugal o dia da Prevenção do Cancro da Mama, uma doença que pesa pela gravidade como pela importância do órgão que afeta. Anualmente são detetados só no nosso país cerca de 5000 novos casos.
Embora nunca tenha tido um caso de cancro da mama na minha família direta, conheço mulheres que têm a vida e o corpo afetados pela doença e outras a quem a vida levou, demasiado cedo. 
 
 
A iniciativa 'Um balão, uma vida', do Movimento Vencer e Viver, pertencente à Liga Portuguesa Contra o Cancro e composto por mulheres sobreviventes ao cancro da mama, visa o lançamento simultâneo de cinco mil balões cor-de-rosa em cinco cidades do país (Porto, Coimbra, Lisboa, Angra do Heroísmo e Funchal). Um balão por cada novo caso detetado por ano.
Este pretende ser um alerta para as mulheres portuguesas sobre a importância do rastreio e da deteção precoce fazer toda a diferença neste processo. Quem quiser e puder juntar-se à iniciativa, encontra aqui informação pertinente.
 
Alguns fatores de risco (informem-se melhor  aqui)
 
Aumento da idade
História familiar
Alterações da mama
Alterações genéticas
Primeira gravidez depois dos 31 anos
História menstrual longa
Maior densidade da mama
Obesidade após menopausa
Inatividade física
Terapêutica hormonal de substituição
Radioterapia no peito
Ingestão de bebidas alcoólicas

♥Acompanhe o blog Bernarda - Histórias da tua Infância no facebook aqui ♥
 

21.10.13

A nossa visita ao Porto Book Stock Fair

Este fim de semana fomos finalmente à feira do livro, no Palácio de Cristal. Desde a gravidez da Bernarda, deixei de ler todos os livros que não estivessem relacionados com essa fase e o universo dos bebés e ultimamente tenho sentido falta de me dedicar a livros de literatura. Uma feira do livro num dos sítios mais bonitos do Porto pareceu-me a conjugação perfeita para encontrar alguns que me entusiasmassem a retomar a leitura.
Aproveitámos a visita para fazer uma caminhada pelos jardins, saborear a vista para o rio Douro e marginal de Gaia e admirar os lindos animais que passeiam livremente por lá.
Escolher livros com bebés e crianças pequenas não parece boa ideia, mas se formos acompanhadas divide-se o cuidado sobre os miúdos e é uma excelente atividade para todos. A bebé B. distrai-se muito bem com livros, a observar as páginas e a simular que está a ler, pelo que esteve ainda mais entusiasmada do que eu na exposição. Encontrou outras crianças e sentou-se logo com elas a ler e trocar livros.
Trouxe connosco alguns livros infantis e outros de leitura mais complexa a bom preço, desde 1,90 €. Descobri uma coleção que achei interessante, de livros de leitura obrigatória de autores portugueses como Fernando Pessoa, Eça de Queirós e Gil Vicente adaptados a crianças. Nos livros infantis tive o cuidado de verificar se encontrava palavras que pudessem gerar confusão segundo as mudanças ortográficas.
Ficam algumas imagens captadas nos jardins.

O look da B.
Conjunto Calvin Klein (mostro em detalhe quando voltar a usar)
Sapatos Chicco
Chapéu Dulces no ECI
Écharpe Mayoral
Meias Zippy

O meu look
Jumpsuit Salsa
Camisa (do mais vintage que há, era da minha mãe)
Chapéu Zara
 
♥Acompanhe o blog Bernarda - Histórias da tua Infância no facebook aqui ♥

18.10.13

O meu roupeiro colorido

Dos vários estilos que vou vestindo à minha loirinha, este é sem dúvida o meu preferido. É também o género de outfit que as pessoas costumam gostar mais. Quando fomos a Serralves (aqui), ouvi imensos comentários à bebé e ao seu look, não só de mães e avós, como é mais habitual, mas até de outras crianças e de pais.  Lembro-me de passearmos uma tarde no parque da cidade e passarmos por um casal com três filhos rapazes entre os 5 e os 10 anos (suponho eu, sou péssima a dar idades) que disseram à mãe 'que bebé tão querida' e vieram dar carinho à B. Fico imensamente admirada com essa sensibilidade aos bebés, acho tão doce. Há crianças mesmo queridas e, claro, a Bernarda trata logo de fazer amizade, contente por brincarem com ela.
O vestido que usou hoje, para comemorar num passeio as tréguas da chuva, é bonito por dentro e por fora, como a beleza deve ser. Gosto do efeito balão da saia, sempre favorecedor por dar volume e estilo de boneca clássica que, pessoalmente, adoro. Compramos no Mercado dos Santos (aqui), onde conhecemos esta marca com uma coleção absolutamente maravilhosa.
Quem disse que as meninas não podem usar azul? O azul fica lindo nas meninas, sobretudo num tom suave para bebés e nas suas diversas tonalidades para as maiores. O roupeiro da bebé é bastante colorido, não se preenche só de cor-de-rosas.
Estes sapatos são muito parecidos com uns que tive em criança. No calçado privilegio sempre a qualidade e o conforto, mais do que a estética ou modas, e é algo que merece o investimento dos pais. Num post futuro vou dar algumas dicas relativas a este tema, sobretudo para compras a bom preço.
Touca e gola Ratinho Feliz
Sapatos Chicco
 
Acompanhe o blog Bernarda - Histórias da tua Infância no facebook aqui
 

16.10.13

A alimentação no primeiro ano de vida


O primeiro alimento da vida de um bebé é o leite que se deve manter em exclusivo durante os primeiros seis meses. O ideal é que seja leite materno que é um alimento completo e fornece todos os nutrientes na medida certa e ainda elementos que protegem e promovem o desenvolvimento do bebé.
Importa realçar que um bebé alimentado a leite materno nos primeiros meses de vida não precisa de nenhum outro líquido, como água ou chás, para se manter hidratado.
Por norma, a alimentação sólida é iniciada por volta dos 6 meses de idade com as papas de cereais (geralmente de arroz) fortificadas com ferro, seguindo-se a sopa e a fruta passada, podendo variar a ordem de introdução das mesmas. Nunca deve ser iniciada antes dos 4 meses por ser prejudicial ao imaturo sistema digestivo do bebé. Se for iniciada aos 4 meses alguma papa de cereais, deve ser sempre sem glúten até aos 6 meses.
Deve ser introduzida uma peça de fruta ou novo legume de cada vez para rastrear possíveis reações alérgicas no bebé.
Mais tarde, por volta dos 7 meses, inicia-se a introdução da carne na sopa e a diversificação de legumes e frutas permitidas.
Por ser potencialmente causador de alergias, o peixe só deve ser introduzido por volta dos 10 meses do bebé, em sopas ou açordas.
Antes do ano de idade deve ainda ser introduzido o ovo, primeiro a gema e depois a clara, também para saber se o bebé faz alergia à albumina, condição relevante para a vacina a tomar aos 12 meses.


*Indicações gerais de alimentação por idade durante o primeiro ano de vida:
0-6 meses 
- Leite em exclusivo (de preferência leite materno)
- Suplementação com vitamina D (Vigantol) para bebés amamentados em exclusivo durante o 1.º ano

Aos 6 meses (ou entre 4 e 6 meses)
- Papa de cereais para bebés fortificada em ferro (geralmente de arroz) sem glúten antes dos 6 meses e com glúten a partir desta idade
Quando a alimentação com a colher estiver 'dominada', introduzir:
- Puré de Legumes (Cenoura ou abóbora, batata ou batata doce)
- Puré de fruta (Maçã, Pera ou Banana)
 
7 aos 9 meses
- Carne na sopa (1.º a água de cozedura)
- Iogurte com leite adaptado
- Pedacinhos de pão
- Variar as frutas e legumes (um de cada vez)

10 aos 12 meses
- Peixe na sopa
- Alimentos comuns à refeição familiar, como arroz, massa e legumes cozidos em pedaços pequenos (para o bebé desenvolver a capacidade de mastigação)
 
Nota:
Os bebés não devem consumir mel nem alimentos que o contenham até aos 2 anos.
Pesa ainda o bom senso dos pais na confeção dos alimentos, cozidos, de preferência a vapor, e, gradualmente implementar-se a alimentação comum à da família, mas não com fritos.
Não esquecer: O leite é o alimento mais importante durante o 1.º ano de vida, daí se chamar aos alimentos sólidos introduzidos durante este período alimentação complementar.
* Se tiverem sugestões, indiquem nos comentários para acrescentar.

Alternativas à carne e ao peixe
 
Vou expor alguma informação que entretanto fui recolhendo de livros científicos de nutrição e alimentação humana sobre alternativas de alimentos ricos em proteínas e ferro que todas as mães, vegetarianas ou não, podem incluir na alimentação dos seus filhos.
Cabe a cada mãe, acompanhada do pediatra que acompanha o bebé, definir o que melhor se adequa à criança. 
6-7 meses
Papa de cereais para bebés fortificada em ferro misturadas com leite materno ou leite em pó. Puré de fruta (maçã, pêra e banana) e puré de legumes (Cenoura ou abóbora, batata ou batata doce)
7-8 meses
Acrescentar alimentos ricos em ferro, como por exemplo puré de lentilhas ou e hortaliças. Variar as frutas. e legumes (1 de cada vez).
8-10 meses
Trigo, aveia, tofu, manteiga de amendoim cremosa, feijão e leguminosas esmagadas, ovo bem cozinhado e laticínios como iogurte de leite adaptado.
10-14 meses
Alimentos comuns à refeição familiar, como arroz, massa e legumes cozidos em pedaços pequenos (para o bebé desenvolver a capacidade de mastigação)

É também útil para as mães que sofrem de anemia (é comum durante a gravidez e pós-parto) conhecer que alimentos são ricos em ferro.

Lista de alguns alimentos ricos em ferro
para melhor absorção do ferro, devem ser consumidos com alimentos ricos em vitamina C.

 - Gema de Ovo
 - Beterraba
 - Quinoa
 - Legumes Verdes (Agrião, Couve-galega...)
 - Salsa
 - Nozes
 - Feijão

A soja e seus derivados Não Deve ser introduzida antes dos 2 anos e apenas ocasionalmente... Tenham em atenção que muita da soja que nos chega atualmente é transgénica e por isso já não é visto como aquele alimente maravilhoso e saudável de uns anos atrás.
 
Acompanhe o blog Bernarda - Histórias da tua Infância no facebook aqui

14.10.13

Festa do Outono em Serralves

O Outono foi bem recebido em Serralves, com um festa que é sempre um bom argumento para passar uma tarde nos jardins, dos mais bonitos que se encontra na cidade do Porto.
Tem um jardim de rosas lindíssimo que me recordo de ver quando era mais nova, mas das últimas vezes que lá fui, não passei por ele. Na próxima não me irá escapar. O museu é muito interessante de conhecer e os almoços buffet de lá são excelentes.
Organizaram imensas atividades para celebrar a ocasião e até compuseram um cenário giríssimo para fotografias a marcar o início de Outono. Havia crianças a brincar nas oficinas de trabalhos manuais e até pais divertidos com os jogos dispostos na zona do parque dos concertos (cuja designação adequada me falha). Um programa para todas as idades, desde bebés de colo a pessoas mais velhas.
Estas fotos vêm com algum atraso, são de Domingo dia 6, um dia de Outono quente e de sol brilhante.
Podem consultar aqui as atividades familiares até ao final deste ano.


O look da B.
Touca, vestido e tapa fraldas Colibri Azul

Meias Chicco

Sapatos Chicco

O meu look
Vestido Zara
Chapéu Zara
Sandálias Stradivarius
Relógio e anel Roberto Cavalli
♥Acompanhe o blog Bernarda - Histórias da tua Infância no facebook aqui

7.10.13

O nosso fim de semana de sol a brilhar

Este fim de semana foi cheio de programas familiares no Porto.
No Sábado fomos ver a atuação do Avô Cantigas no Dolce Vita, para quem gostar, na próxima semana será a vez da Xana Toc Toc.
No Zoo de Santo Inácio celebrou-se o Dia Mundial do Animal, mas como o tínhamos visitado à pouco tempo (podem ver o post sobre a visita aqui), acabámos por não ir.
Continua a decorrer até ao dia 27 deste mês o Porto Book Stock Fair no lindíssimo Palácio de Cristal (ou Pavilhão Rosa Mota). Não iremos falhar uma visita, além da excelente oportunidade para comprar livros a preço reduzido, passear nos jardins é sempre um prazer. Para quem visitar a cidade, vale a pena conhecer.
No Domingo fomos ao Mercadito da Carlota no hotel Sheraton e depois à festa do Outono na Fundação de Serralves, mas sobre isso falarei no próximo post.
Ficam algumas imagens de Sábado nas imediações do Dolce Vita que é como quem diz, do Estádio do Dragão.
 O look da loirinha bebé é todo em branco e azul marinho, adoro ver estas cores tanto em meninos como em meninas. Podem ainda acrescentar vermelho, cai sempre bem.

O meu look é fácil de compor, são peças que a maioria de nós encontra no armário. Esta saia é a peça clichê do ano. Comprei a minha no início da coleção, em Amesterdão, por ter gostado dela na loja online, embora algo reticente por ter um tecido fino na parte dos calções. Resolve-se com uma peça mais comprida atrás. De tão diferente tornou-se igual, as fashionistas apareceram com ela e foi tão vendida que aparece novamente na coleção de Inverno. Para quem gostar, facilmente descobre como pode usar a sua.
Venham mais fins de semana assim, de sol a brilhar, que facilmente se escolhe um programa divertido para aproveitar os dias de descanso.

 
 
O look da B.
Gola Ratinho Feliz
Vestido Chicco
Chapéu Chicco
Carneiras (sapataria local)
Peluche panda Ikea

O meu look
Skort Zara
Blazer Mango
Mala Sisley
Relógio Tommy Hilfigher
 
 
♥Acompanhe o blog Bernarda - Histórias da tua Infância no facebook aqui ♥

5.10.13

Yesterday, beautiful clothes was such an easy game to play

O look de hoje da minha loirinha faz reviver tempos antigos, é dos que levam as senhoras com que nos cruzamos na rua repararem nela e, perguntando onde comprámos, dizerem, 'É como se usava antigamente.' 
O que tem qualidade permanece nas gerações seguintes e o estilo clássico ou vintage é uma boa aposta e fica sempre bem.
Esta t-shirt de golas com renda em crochet foi o Must-Have do Verão. A bebé B. recebeu-a pelo aniversário, como mostrei na altura, e deu-lhe bastante uso. Há peças que são pequenas obras de arte e esta é certamente uma delas.
O vestido e a touca têm também um acabamento em renda que vai de encontro à golinha. É uma combinação que resulta muito bem, por isso mães e avós prendadas aprimorem o enxoval dos vossos bebés com crochet e bordados que além da beleza intemporal, têm muito valor e são recordações que ficam de um tempo que todos os pais adoram reviver. São estes detalhes que tornam os looks especiais.
Ficam as imagens que enfeitam o blogue com a que já foi a minha cor favorita, o lilás, e  a que será sempre, o branco.
É simples tornar um espaço que já conhecemos tão bem, como na própria casa, digno de belas fotografias. Aqui fica uma sugestão.
 

O look da B.
T-shirt de gola de renda Maria do Laço
Touca Coelhinho Pompom
Sapatos Chicco
Meias Ralph Lauren

O meu look
Vestido H&M
Pulseira Zara
Sapatos Mango

 Decoração
Almofada Zara Home

♥Acompanhe o blog Bernarda - Histórias da tua Infância no facebook aqui ♥

2.10.13

Um dia perfeito para um bolo

Com um fim de semana de chuva, o tempo passado em casa acabou por despertar a vontade de me dedicar a fazer um bolo. É um bolo adequado para festas, fiz um semelhante por altura do aniversário da loirinha (aqui), mas excluindo-se o corante, o bolo torna-se mais saudável para quando simplesmente tiver vontade de fazer algo doce. É a versão mais simples do bolo colorido,  a massa coze toda de uma vez e só é necessário usar uma forma. Fiz à parte em versão sem cor para que a bebé pudesse provar. Adorou!
Ingredientes
Massa
4 ovos
1 iogurte
2 x (formas de iogurte) de açúcar
2 x (formas de iogurte) de farinha
1 c. (sobremesa) de fermento
1 c. (sopa) de óleo
Corante Alimentar Líquido (vermelho)

Recheio e cobertura
200 ml de Natas
3 c. (sopa) de açúcar
100 g de Queijo creme
Corante Alimentar Líquido (vermelho)
(Opcional)
Raspas de chocolate para envolver na cobertura
Recheio de  doce de frutos vermelhos (foi o que usei)

Preparação
Bater as gemas com o açúcar, até obter um creme esbranquiçado. Juntar o iogurte, o óleo, a farinha peneirada com o fermento, um de cada vez e batendo sempre. Bater as claras em castelo e adicionar à massa. Acrescentar umas gotas de corante alimentar, conforme a cor desejada.
Levar a cozer no forno pré-aquecido a 180 ºC durante cerca de 40 min.
(Opcional)
Dividir a massa em 3 partes e só depois acrescentar o corante em diferentes quantidades para obter uma variável intensidade de cor. Em alternativa, pode optar por cores diferentes, como amarelo, azul e vermelho. Depois adicionar a massa à forma, a partir do centro, da mais clara para a mais escura para criar um efeito ombré no bolo. Foi assim que fiz.

Montagem
Bater as natas até ficarem bem firmes, acrescentando o açúcar a meio (a minha dica, umas gotas de sumo de limão e um grão de sal, logo de início), adicionar o queijo creme e bater até estar bem envolvido. Acrescenta-se as gotas de corante alimentar e envolve-se bem até ficar rosa.
(Opcional)
Raspar chocolate e acrescentar ao creme.
Depois de pronto e frio, cortar em 3 partes iguais, barrar entre cada uma com o recheio (seja ele o doce de frutos vermelhos  - caseiro para não tornar o bolo demasiado doce, ou o creme para cobertura) e cobrir todo o bolo com o restante creme.
Guardar no frigorífico até servir.

O look da B.
Vestido Coobie
Fita H&M

Decoração
Avental Zara Home
Prato Zara Home
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...