25.3.14

No Quarto de Brincar...

Em criança sempre adorei brincadeiras tipicamente de meninas. Adorava barbies, passava horas a pentear as bonecas, fazia vestidinhos...
Gostava também imenso de puzzles, jogos e livros. Sempre adorei livros! 
Brincávamos de tantas formas!
Dificilmente fazíamos uma só coisa num dia, havia tempo para saltar à corda, andar de bicicleta, desenhar o jogo da macaca no passeio da estrada...
Tínhamos muito menos do que as crianças têm agora, mas penso que éramos mais felizes. Éramos livres. Hoje é impensável para mim vir a deixar a minha filha brincar na rua...
Tento que a Bernarda tenha oportunidade de brincar com brinquedos reais, com que possa interagir para além de um ecrã. Mas, claro que se hoje podemos aliar alguma tecnologia aos brinquedos, como sons, música e diversas funcionalidades que replicam mais proximamente a realidade, é fabuloso. O equilíbrio é sempre a medida certa.
Como ainda nos é possível separar o quarto de dormir do quarto de brincar, neste último fica tudo à medida da B., prático e acessível para ela se sentir autónoma. Apliquei alguns princípios do quarto Montessoriano, no meu caso, no quarto de brincar, ou seja, tudo à altura do olhar das crianças, com a preocupação de que tenha opções evolutivas, para o passar dos anos.
Ficam alguns momentos desta manhã...
O mosquiteiro querido que trouxemos da loja KID na Noruega.
Adora amealhar moedas!
Quando tenho moedas de 1 ou 2€ deixo a B. guardar no mealheiro. Quase sem nos apercebermos, vamos ver quanto conseguimos juntar no final.
Conhecem o coelho Tambor da história Bambi da Disney? O lema dele é "se não tens nada agradável a dizer, não digas nada".
 Está na hora  do passeio das bonecas.
Era das minhas brincadeiras preferidas com a idade da B.

2 comentários:

  1. Quem era menina que não gostava das suas bonecas e dos seus brinquedos? Eu também adorava Barbies, tinha várias e também gostava de lhes pentear o cabelo, mudar as roupas e os sapatos! Ainda hoje as tenho, não as dei, guardei-as porque são recordações da minha infância. A maior parte delas foram-me oferecidas por pessoas que me são queridas, assim como os Nenucos e outros brinquedos que me apeguei mais. Também tenho quase a colecção toda da altura dos Livros da Anita. Desde pequena que sempre adorei histórias e tive o gosto pela leitura! :) É tão bom recordar...
    Acho que nos dias de hoje não se dá tanto valor às coisas, no nosso tempo estimava-se mais e dava-se mais valor aos brinquedos que se tinha, ao contrário do que vemos hoje com a maioria das crianças...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. :) É mesmo Ana. A minha mãe deu muitas a uma prima minha, mas ainda brinquei com elas até aos 16 anos :). Houve um dia (há uns 3 anos) que fui a Coimbra e tinha lá barbies mesmo lindas, com vestidos de princesas a 3,5 € em stock out numa loja. Eram do El corte inglés (vi ainda a etiqueta por baixo) e não sei se foi por serem modelos descontinuados ou por as caixas não estarem a 100% que fizeram essa promoção. Trouxe algumas e tenho-as guardadas nas caixas para oferecer à B. quando ela der mais valor.
      Os livros da Anita são mesmo giros! Ainda hoje adoro.
      Sem dúvida que no nosso tempo, dávamos mais valor aos brinquedos, tínhamos menos e a verdade é que também eram bem mais caros, as barbies em caríssimas e agora fazem-se muitas promoções de brinquedos e são mais acessíveis.. Tornamo-nos mais consumistas. Outra coisa, dantes os brinquedos eram feitos para durar, agora os brinquedos de plástico são quase descartáveis, comecei a optar por brinquedos em madeira que sejam mais duradouros.
      Beijinhos

      Eliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...